dor-ou-perda-de-forca-no-ombro-o-que-fazer

Dor ou perda de força no ombro: o que fazer ?

Quando a porta do consultório se abre, existe uma grande chance de o paciente dizer que está com uma “bursite do ombro”. O termo é comum, mas é importante saber que nem toda dor no ombro se dá pela inflamação das bursas (pequenas bolsas que ficam entre ossos, músculos e tendões). Nem a dor nem a perda de força no braço são sintomas que pode ser ignorados, são sempre um indicativo de que algo não vai bem.

Sendo a articulação com maior mobilidade no corpo, o ombro é bastante vulnerável a lesões causadas por impactos, traumatismos e acidentes ou mesmo por processo degenerativo e esforço repetitivo. O paciente deve procurar um médico que vai, a partir das queixas e da avaliação, começar uma investigação para entender o que de fato está causando o desconforto. A causa pode ser tanto ser uma bursite, como uma ruptura dos tendões ou até mesmo uma dor de origem na coluna cervical.

Dor no ombro irradiando para o braço

Quando a ocorrência da dor se localiza na região lateral do ombro irradiando para o braço, que ganha maior intensidade a noite ao deitar, é preciso estar atento pois ela pode culminar na perda de força no ombro. Nesses casos, um ortopedista especialista em ombro deve ser procurado o quanto antes.

Dor próxima ao pescoço pode ser um problema na coluna

Em alguns casos, quando a dor está mais próxima do pescoço do paciente, o problema pode nem mesmo ser no ombro, mas na coluna cervical, causada por irradiação a partir de uma hérnia de disco ou artrose. No ombro, o grau de cada lesão, que vai da inflamação à ruptura do manguito rotador, também interfere diretamente no tratamento, que pode ou não demandar intervenção cirúrgica.

Compartilhar

Se inscrever

Nossas Redes

Procurando Ortopedistas Especialistas?

Fale Conosco