Endereço

Rua S-6, Qd. S-4, lt. 11, nº 146,
1° andar (Próx. ao Pq. Areião). Setor Bela Vista

Ligue

(62) 3089-0978
(62) 98660-0978

Esporão nos pés: o que causa o esporão de galo e como tratar?

dor-cronica-pes-pode-ser-esporao
Índice

Esporão calcâneo, conhecido popularmente como “esporão de galo”, é uma condição médica que afeta os pés e surge quando o tendão do calcanhar se calcifica. Com isso, forma-se uma saliência óssea na parte inferior do calcâneo ou na região posterior deste osso.

Esse problema pode surgir por causa do uso de calçados inadequados, excesso de peso e também devido à prática de exercícios físicos de alta intensidade.

Quando um indivíduo é acometido por esporão no calcanhar, um dos principais sintomas é a dor aguda. Desse modo, caso você sinta dor ao caminhar ou ao passar muito tempo em pé, consulte um ortopedista especialista em Pé.

Qual a diferença de fascite plantar e esporão calcâneo?

Como explicado acima, o esporão calcâneo é uma saliência óssea que pode surgir na base ou atrás do calcâneo. A fascite plantar, por outro lado, é causada por um processo degenerativo que provoca a inflamação da fáscia plantar. O esporão de galo e a fascite plantar podem surgir em momentos diferentes ou concomitantemente.

O que causa esporão de galo?

Diversos fatores podem contribuir para o surgimento de esporão calcâneo, dentre eles a prática de esportes que implicam em forte impacto sobre os pés, como dança, balé, corrida, futebol e salto; uso de sapatos inadequados, como salto muito alto, apertados ou deformados; obesidade e sobrepeso; pé chato ou cavo; etc.

Idade (ter mais de 40 anos), má postura, fascite plantar, gota, artrite reumatoide, artrose, alterações na marcha e passar horas a fio em pé também são fatores de risco para o desenvolvimento do esporão de galo.

Sintomas do esporão de galo

Cerca de 95% dos casos de esporão calcâneo são assintomáticos, ou seja, não apresentam sintomas. Quando os sintomas se manifestam, é comum sentir incômodo e dor aguda na região do calcanhar, semelhante a uma pontada.

Para diagnosticar essa doença, o ortopedista faz anamnese, exames físicos e também pode solicitar raio-X dos pés ou ressonância magnética. Os exames de imagem propiciam um diagnóstico mais assertivo.

O que é bom para esporão nos pés?

Para aliviar a dor causada pelo esporão de galo é possível recorrer a métodos simples, como repouso, compressas de gelo, dieta para perder peso, massagem nos pés e alongamento da perna e também a fáscia.

Se essas medidas acessíveis não aliviarem a dor, consulte um ortopedista especialista em Pé para que o tratamento adequado possa ser empregado.

Tratamento para esporão calcâneo

O tratamento para essa doença visa aliviar a dor e reduzir o processo inflamatório. Dentre as terapêuticas conservadoras, o médico ortopedista pode prescrever analgésicos e anti-inflamatórios, recomendar o uso de palmilhas ortopédicas de silicone, que ajudam a amortecer o impacto da pisada no chão e reduzir a pressão sobre o esporão.

Além disso, o especialista também pode indicar terapia por ondas de choque e sessões de fisioterapia. Se o tratamento conservador não alcançar os resultados esperados ou em casos graves, é preciso fazer uma cirurgia para remover o esporão calcâneo.

Esporão calcâneo tem cura?

Os tratamentos para esporão calcâneo têm como objetivo aliviar a dor na fase aguda e reduzir a inflamação, conforme comentamos mais acima. Entretanto, essas terapêuticas não possuem o poder de tratar definitivamente ou curar o esporão, pois quando a saliência óssea se desenvolve, somente um procedimento cirúrgico pode removê-la.

Desse modo, podemos dizer que a “cura” do esporão de galo somente é possível por meio de uma cirurgia. No entanto, é bom ressaltar que mesmo após a operação pode haver uma recidiva – a saliência óssea pode desenvolver-se novamente tempos depois da cirurgia.

Como prevenir o esporão no calcanhar?

Para prevenir o esporão calcâneo é essencial adotar um estilo de vida saudável, no qual rotina de exercícios físicos e alimentação balanceada faça parte. Também é importante fortalecer a musculatura da planta dos pés e ficar de olho na postura quando estiver em pé.

Evite andar descalço, principalmente de manhã, procure usar calçados adequados e cuide da saúde dos seus pés. Essas medidas podem parecer simples, no entanto, ajudam a prevenir o esporão de galo e outras doenças que podem afetar os pés.

Sapatos para quem tem esporão calcâneo

Procure comprar calçados que tenham solas maleáveis. Caso a sola seja dura, não irá amortecer devidamente os impactos. Por isso, evite usar tênis, chinelos, botas e qualquer tipo de sapato que não tenham as solas maleáveis.

Além disso, se você tiver esporão calcâneo, procure usar calçados ortopédicos específicos, pois eles dão maior sustentação aos pés, absorvem a pressão no calcanhar, realinham o caminhar e aliviam a dor. Os calçados ortopédicos devem ser utilizados no cotidiano, especialmente se você se desloca constantemente ou faz percursos longos.

No mais, caso necessite de um ortopedista especialista em Pé para tratar seu esporão de galo, conte com o COE. Nosso corpo clínico conta com o Dr. Bruno Air Machado da Silva, um excelente profissional, membro titular da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (ABTPé).

Compartilhar Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Post Relacionados

Lesão no joelho? É possível tratamento sem cirurgia

Com frequência recebemos no consultório pacientes com lesão do Ligamento Cruzado Anterior (LCA). As causas…

Antes do exercício físico consulte um ortopedista

A busca por uma vida mais saudável, que combine alimentação equilibrada e atividade física regular,…

Buscando Ortopedia Especializada?

Temos um time de especialistas para cuidar de você!

ortopedia-clinica-goiania-coe