Fisioterapia para tornozelo

Fisioterapia para tornozelo: para que serve?

Você sabe para o que serve a fisioterapia para tornozelo? É bem provável que muitas pessoas acreditem que se trate de algo essencial para quando há uma entorse, por exemplo.

É claro que essa técnica pode ser muito benéfica para quando acontece algum problema. No entanto, a verdade é que a fisioterapia para tornozelo é importante para várias outras questões.

As pessoas usam o tornozelo todos os dias. Sendo assim, acaba que o esforço é contínuo, pois ele não tem descanso, praticamente.

Por isso, se não for bem cuidado, pode ocasionar em alguma lesão. Isso quer dizer que a fisioterapia para tornozelo não serve apenas para quando há uma lesão.

Na verdade, também é uma forma de evitar com que eles aconteçam. Contudo, a verdade é que muitos não dão a devida importância para esse fato.

E, como resultado, acaba tendo problemas. Em especial porque, antes de fazer alguma atividade mais intensa, não se preparam como deveriam.

Entorse do tornozelo – o que é?

Entorse do tornozelo
Entorse do tornozelo

 

Em suma, a entorse nada mais é do que um tipo de lesão, o qual pode acontecer quando há um movimento exagero, ou brusco.

No caso, a entorse ocorre durante a rotação do pé, a qual ocorre antes do eixo da perna e as plantas dos pés estejam firmes no solo.

Ou seja, há um estiramento anormal, o que gera a lesão dos ligamentos das articulações. No entanto, saiba que há dois tipos de ligamentos do tornozelo:

  • Região medial (dentro);
  • Região lateral (fora).

Tratam-se de dois pequenos cordões elásticos, os quais podem se adaptar às mudanças das posições dos pés.

Eles, por sua vez, têm por responsabilidade ajudar a impedir com que novos movimentos afastem muito o pé do eixo da perna.

Quais são os graus da entorse?

Outra coisa que você precisa saber sobre a entorse é em relação aos graus que existem. Quanto a isso, são 3 diferentes graus:

  • Grau 1: conhecido como “Ligeira”, é quando ocorre um estiramento patológico dos ligamentos, sem ocasião da ruptura, onde não há rompimento dos ligamentos;
  • Grau 2: sendo conhecida como “Moderada”, quando há incidência de rompimento parcial dos ligamentos, podendo ser em 1 ou mais ligamentos.
  • Grau 3: conhecido como “Grau Grave”, quando há a rotura completa, podendo ser o rompimento total de 1 ou mais ligamentos.

No entanto, o que poucas pessoas sabem é que, ao acontecer essa entorse no tornozelo, o mesmo pode acontecer em outras áreas.

Ou seja, pode ocorrer nas cartilagens, ossos e nos tendões dos músculos. Fora isso, a entorse mais comum é a de inversão do pé.

Nesse caso, os músculos atingidos são os da parte externa da parte da perna e tornozelo, os quais podem atingir os peroneais.

Esses músculos têm o papel de dar estabilidade ao tornozelo, ou seja, impede movimentos em excesso da inversão do pé.

Fora isso, é bom citar o seguinte: no caso de entorse ligeira, a lesão existe, por mais que em menor grau. Então, a fisioterapia para tornozelo se faz importante também.

Mesmo porque essa lesão, por menor que seja, pode ocasionar em déficit de propriocepção, que é uma condição de diminuição da capacidade do organismo de saber os pontos exatos do tornozelo ou pé.

Então, no caso de não se identificar isso logo, pode sim surgir novas entorses, o que dificulta ainda mais o caso.

Razões para lesões no tornozelo

Como dito acima, a entorse é a principal lesão, a qual pode se desenvolver na articulação, haja vista que recebe todo o impacto de corrida e caminhada.

No senso comum, a entorse é bem conhecida como “virada de pé”. Ou seja, uma maior angulação entre o tornozelo e pé, de forma repentina e abrupta.

Nos próximos parágrafos, selecionamos as principais razões para a lesão no tornozelo. São elas:

Ausência de fortalecimento muscular 

No caso de a estrutura muscular da perna, quadril e panturrilha estiverem fracas, podem ocasionar a sobrecarga no tornozelo.

É verdade que o tornozelo suporta bastante peso, mas há um certo limite. Então, sim, essa ausência de força pode ocasionar em lesão ligamentar.

Inclusive, isso é um tanto comum, em especial as lesões no tendão de Aquiles, haja vista que ele é mais propício a alguns problemas, ainda que seja o mais forte do corpo.

A tendinite no tendão de Aquiles, por exemplo, é bem comum entre os atletas que praticam algum esporte de alto impacto no tornozelo, como os corredores.

Sendo assim, caso haja falta de cuidado nesse ponto, pode sim ocasionar a lesão. E é por isso que a fisioterapia para tornozelo é importante, pois deixa os músculos fortes.

Falta de Coordenação Motora

Chega até a soar estranho isso, porém, a falta de coordenação motora é uma das principais causas de lesões no tornozelo. Pois os indivíduos quando andam ou correm, o fazem de maneira errada na propriocepção.

O conceito da propriocepção é o seguinte. O indivíduo tem consciência das suas delimitações físicas. Indivíduos que têm a propriocepção correta, consegue apoiar o pé do jeito certo, deixando o corpo alinhado.

Devido a isso, muitos corredores e atletas procuram fazer exercícios de propriocepção, e de forma constante. Todos os tipos de esportes deveriam ter planos de propriocepção, para evitar possíveis problemas com o tornozelo dos praticantes.

Equilíbrio Incorreto

Atualmente, muitas pessoas não ligam para andar com calçados adequados aos seus pés. E sequer tem conhecimento de exercícios de equilíbrio. Isso ocorre normalmente com mulheres, devido a estética dos calçados, causando pouco apoio.

Porém, não é só o calçado alto e inapropriado para a passada que pode aumentar o risco de lesões. Sandálias rasteiras também não propiciam nenhuma estabilidade aos pés e podem contribuir para entorses.

Andar alto seja com um sapato de salto alto ou uma sandália rasteira não propicia nenhuma estabilidade, principalmente em casos de passadas rápidas. O risco de uma entorse é altíssimo! Imagina usar um calçado assim durante um dia todo…

Procure utilizar calçados confortáveis que ajudem no apoio da sola dos pés e que permita uma angulação entre o calcanhar e a sola do pé. Evite aqueles que não mantêm os seus pés arqueados, pois eles podem em caso de uma má passada, causar uma entorse.

Fisioterapia para tornozelo

Ainda que seja em um grau pequeno, uma entorse deverá ser avaliada por uma clínica de fisioterapia ou um profissional de fisioterapia.

Pois um pequeno estiramento das estruturas articulares pode causar futuramente uma diminuição na estabilidade da articulação.

Procure ajuda de um profissional para seguir um tratamento, ou faça repouso do pé e tornozelo. Procure também usar 1 ou 2 canadianas ao caminhar.

Caso seja grave, a imobilização do tornozelo e pé com uma tala removível ou dependendo do caso uma tala com gesso.

Vá aumentando a carga aos poucos, porém, sempre que possível gradativamente. Procure utilizar uma compressa com o pé elástico ou uma meia elástica imediatamente após uma entorse.

Coloque também o pé em uma posição elevada com os joelhos esticados.

Utilize gelo diretamente aplicado na pele entre 5 a 20 minutos de duas em duas horas. Procure um profissional médico para te receitar algo, e evite tomar por conta anti-inflamatórios nos primeiros dias de uma entorse, pois pode causar efeitos secundários.

Isso normalmente é dito para evitar causar uma diminuição na resposta inflamatória do corpo, pois isto é uma resposta natural dele, e se atrapalhada, poderá causar erros na cicatrização das lesões. Se for necessário utilize algum remédio analgésico como dorflex ou dipirona.

A cirurgia de uma entorse no tornozelo só é realizada se não houver nenhuma resposta adequada de um programa de reabilitação feito por uma equipe médica junto com um fisioterapeuta.

Por isso, seja qual for o caso, procure uma clínica certificada com profissionais preparados, você poderá evitar grandes dores no futuro.

Tags relacionadas: #fisioterapia para tornozelo quebrado #fisioterapia para tornozelo inchado #videos de fisioterapia para tornozelo #fortalecimento de tornozelo com elástico #entorse de tornozelo fisioterapia protocolo

Compartilhar

Se inscrever

Nossas Redes

Procurando Ortopedistas Especialistas?

Fale Conosco