tipos-de-cirurgia-ombro (1)

Tipos de cirurgia de ombro: você sabe quais são?

Você conhece os tipos de cirurgia de ombro? O ombro é uma articulação complexa, onde a sua movimentação é constante. Afinal de contas, para simples tarefas do dia a dia, é preciso fazer algum movimento com os nossos ombros. Seja para carregar compras, seja para abrir uma porta.

Fora isso, há pessoas que possuem uma demanda do ombro ainda maior, que é o caso de atletas profissionais, como é o caso de jogadores de vôlei. Por conta dessa constância, é possível que você se preocupe em relação às doenças degenerativas.

Será que, como há essa movimentação constante, o ombro está suscetível a sofrer luxações? Se sim, quais são os tipos de cirurgia de ombro? A recuperação é demorada? Como devem ser os exercícios? Em quanto tempo pode voltar às atividades comuns?

Essas são perguntas comuns, das quais os pacientes se perguntam. No entanto, como estamos falando de uma articulação complexa, é normal pensar que há vários tipos de cirurgia de ombro, o que não é mentira.

Portanto, para obter respostas mais precisas a respeito dos questionamentos, é de suma importância que o paciente leve em consideração a sua patologia e a cirurgia a qual ele terá de ser submetido. Ambas informações têm relação direta com o pós-operatório.

Portanto, no artigo de hoje, através dos próximos parágrafos, iremos falar um pouco mais sobre os tipos de cirurgia de ombro. Então, se você quer saber todos os detalhes sobre o assunto, não deixe de conferir esse artigo. Sem mais delongas, vamos ao que realmente importa!

Tipos de cirurgia de ombro: luxação no ombro

Para que você entenda melhor sobre os tipos de cirurgia de ombro, é interessante considerar as luxações nesta área do corpo. Afinal de contas, a depender do que aconteceu com o seu ombro, é necessário passar pela intervenção cirúrgica.

Em suma, a luxação no ombro nada mais é que o deslocamento do ombro. O qual ocorre quando os ossos que compõem essa articulação se desencaixam. E, por conta disso, perdem o contato entre si, o que ocasiona desconforto e dor.

Inclusive, quando há luxação, o próprio paciente pode notar uma certa deformidade local, além de grande dor, em especial nas primeiras vezes em que o ombro sai do lugar. Ademais, na maioria das vezes, o ombro tende a luxar para frente, mas não é regra.

Em alguns casos, ele pode sair para trás, em especial em casos de convulsões como epilepsia ou em choques elétricos. No que tange os tipos de luxações, podemos citar:

  • Voluntária: quando o paciente consegue luxar de forma proposital;
  • Involuntária: quando há luxação por acidente, sem querer;
  • Primoluxação: é quando ocorre a luxação pela primeira vez;
  • Recidivante: ou seja, quando o ombro sai do lugar várias vezes;
  • Unidirecional anterior: sai apenas para frente, o mais comum. Cerca de 95% dos casos;
  • Unidirecional posterior: é aquele em que a luxação ocorre para trás;
  • Multidirecional: ou seja, é aquele em que a luxação sai para diversas direções.

Como você pôde notar, há várias luxações e, para cada uma, há os tipos de cirurgia de ombro. Iremos falar com mais detalhes no decorrer desse artigo.

Tipos de cirurgia de ombro

Como você já pôde notar, há algumas luxações das quais podem acontecer na articulação. Por conta disso, há alguns tipos de cirurgia de ombro. Mas, de uma maneira simples, pode-se resumir as cirurgias em dois: abertas e fechadas.

Apenas o médico, através de exames, é capaz de definir qual é a cirurgia mais adequada para o seu tipo. No entanto, a depender do método, isso vai implicar de forma direta na sua recuperação. Abaixo, iremos falar sobre as cirurgias.

Artroscopia

Trata-se de um procedimento minimamente invasivo e, portanto, a recuperação do paciente tende a ser mais ágil. E, por ser menos invasiva, esse tipo de cirurgia de ombro se enquadra naquelas que são fechadas.

Em suma, a artroscopia do ombro é um procedimento em que o ortopedista faz um pequeno acesso na pele do ombro, onde insere uma espécie de câmera. Portanto, deve-se avaliar a parte interna do ombro, como os tendões, ossos, ligamentos etc.

Na grande maioria das vezes, indica-se esse procedimento em casos de lesões agudas e crônicas no ombro, que não melhoram com o uso de remédios. Ademais, têm-se generalizado para tratar patologias que, antes, eram tratadas através de via aberta.

No entanto, nos dias de hoje, a sua utilização é mais extensa, a quais incluem, por exemplo:

  • Rotura da coifa dos rotadores;
  • Calcificações da coifa;
  • Luxação da acromioclavicular;
  • Instabilidade ou luxação recidivante do ombro;
  • Lesão do labrum glenóideo e SLAP;
  • Lesão do tendão bicipital;
  • Capsulite adesiva;
  • Onflito subacromial;
  • Artrites sépticas do ombro etc.

Artroplastia

A artroplastia, em contrapartida, é uma técnica um pouco mais invasiva. Afinal de contas, trata-se da substituição total da articulação por implantes metálicos ou sintéticos. E isso acontece para aliviar as dores que o paciente está sentindo.

As indicações desse tipo de cirurgia tem se alargado, uma vez que deixaram de incluir apenas patologia degenerativa e passaram a englobar a traumática, inflamatória e oncológica. No entanto, a indicação primária continua sendo para fazer a substituição da articulação.

Em casos de omartrose avançada, por exemplo, o atingimento da glenoide é constante. Em vista disso, esse é um dos tipos de cirurgia de ombro que se torna obrigatória, a fim de colocar a prótese total no ombro.

Contudo, o mesmo não ocorre quando o atingido é apenas a cabeça umeral, como nos casos da necrose avascular ou em fraturas multifragmentadas. Nesse caso, pode-se substituir apenas essa estrutura, e não ela por inteiro.

Prótese no ombro

Esse é um dos tipos de cirurgia de ombro que ocorre quando há o objetivo de aliviar as dores do paciente e melhorar a sua mobilidade articular. No entanto, deve-se optar por uma prótese de baixo atrito, a fim de permitir um baixo desgaste e maior duração do implante.

Então, para que isso ocorra, deve-se eliminar o contato entre as superfícies articulares ou cartilagens. Ademais, a cirurgia de prótese do ombro deve incluir as hemiartroplastias e as próteses totais. Estas, podem ser próteses de ombro anatômicas ou invertida.

Mas, independente desse fato, esse é um dos tipos de cirurgia de ombro cujo objetivo é baixar o centro de rotação da articulação, otimizando o braço de alavanca, que é acionado pelo deltóide para elevar o braço.

Sendo assim, esse efeito de centralizar a cabeça do úmero é, habitualmente, exercido pelos tendões da coifa dos rotadores. Por isso, é essencial para a boa mobilidade articular.

Post Anterior: Cirurgia de ligamento do tendão do ombro: saiba como é

 
 

Compartilhar

Se inscrever

Nossas Redes

Procurando Ortopedistas Especialistas?

Fale Conosco