cirurgia-ligamento-tendao-ombro (1)

Cirurgia de ligamento do tendão do ombro: saiba como é

Você sabe como é realizada a cirurgia de ligamento do tendão do ombro? O ombro é uma articulação complexa e que tem bastante estrutura. Em vista disso, é possível que você fique em dúvida em relação a quais estruturas podem ser afetadas por alguma patologia e, por conta disso, necessitar de um procedimento cirúrgico.

Há várias estruturas no ombro, contudo, a cirurgia de ligamento do tendão do ombro é a mais comum. Uma parcela considerável das pessoas que se queixam de algum tipo de dor no ombro tem algum problema no manguito rotador.

Então, na grande maioria das vezes, a fim de eliminar as dores e voltar a ter uma qualidade de vida, o mais indicado é que o indivíduo passe por essa cirurgia. E, ainda que você não tenha muitas informações a respeito desse assunto, a verdade é que a cirurgia de ligamento do tendão do ombro é um tanto comum.

Inclusive, estima-se que cerca de 20% da população sofre com algum tipo de lesão nessa região do corpo. Mas, quando se analisa pessoas com mais de 80 anos, essa porcentagem sobe para 50%. Ou seja, trata-se de um problema comum.

No entanto, em relação à cirurgia de ligamento do tendão do ombro, há algumas dúvidas que podem surgir na sua cabeça. Como é o procedimento? Existe algum risco? Qual é o tempo de recuperação para esse tipo de cirurgia?

E, se você vai passar por esse procedimento, é de grande importância que todas as suas dúvidas sejam devidamente respondidas. Sendo assim, para obter mais detalhes sobre esse assunto, é só continuar nesse artigo. Sem mais delongas, vamos ao que realmente importa.

O que são ligamentos do tendão do ombro?

Para que você entenda melhor a respeito da cirurgia de ligamento do tendão do ombro, é importante saber o que são os ligamentos. Em suma, são que tecidos fibrosos, responsabilizam-se por manter os ossos unidos e a articulação encaixada.

Trata-se de estruturas bem resistentes e, ao mesmo tempo, maleáveis. Por conta disso, promovem uma certa estabilidade e permitem a mobilização articular do ombro em várias direções. Ou seja, o ligamento é uma estrutura essencial para a movimentação.

Fora isso, toda articulação é envolta de ligamento capsular, o qual atua como se fosse uma vedação. Então, em casos de lesão ou ruptura, ocorre luxação ou deslocamento no ombro. Em virtude disso, o paciente sente fortes dores.

Agora, em relação ao tendão, são uma estrutura que conecta o músculo ao osso. Portanto, eles devem ser resistentes o suficiente a ponto de suportar a contração e força que o músculo exerce. Ou seja, evita a ruptura do tendão.

Ademais, os principais tendões ao redor do ombro são o bíceps, o qual se origina no ombro, e o manguito rotador. Este, por sua vez, é um conjunto de quatro outros tendões, que são:

Supraespinal;

Infraespinal;

Subescapular;

Redondo menor.

Todos eles se unem e formam uma espécie de “capuz” ou cobertura sobre a cabeça do úmero. Ademais, atuam na função da elevação e rotações do ombro. Sendo assim, também são essenciais para a movimentação.

O que pode ocasionar problemas ao ligamento do tendão do ombro?

Outro assunto interessante para entender a cirurgia de ligamento do tendão do ombro, é saber quais são as possíveis causas. Em suma, a principal razão para a luxação é o trauma decorrente de quedas ou acidentes. No entanto, choques elétricos e crises convulsivas também podem ocasionar esse problema.

Ademais, por questões genéticas, há algumas pessoas que têm os ligamentos mais longos ou folgados e, na maioria das vezes, são assintomáticos. No entanto, em alguns casos, pode favorecer a instabilidade do ombro e o surgimento de sintomas na região.

E, quando a frouxidão é acentuada, pode ocorrer luxação e redução do ombro, de forma espontânea e voluntária. Além do mais as rupturas de tendão se originam de esforços relacionados a trabalho, prática de esportes, quedas, tentativas de erguer objetos pesados ou em decorrência do envelhecimento natural.

No entanto, o acúmulo de esforços menores por repetição dos movimentos, ou o esforço único exagerado também pode resultar na ruptura de um ou mais tendões.

Cirurgia de ligamento do tendão do ombro

A cirurgia de ligamento do tendão do ombro pode ser feita de duas formas: a maneira convencional, por via aberta, ou aquela menos invasiva, que é por videoartroscopia. Em relação à primeira opção, é preciso fazer uma incisão de aproximadamente 5 cm.

E, através dessa abertura, faz-se o deslocamento do músculo deltóide. Além de remover os eventuais esporões do osso acrômio, realiza-se o reparo do tendão rompido, mediante às suturas.

Agora, em relação à cirurgia de ligamento do tendão do ombro por videoartroscopia, na grande maioria das vezes, exige apenas 3 incisões de no máximo 1cm cada. Sendo assim, como é menos invasiva, provoca menos dor no pós-operatório, e o tempo de recuperação tende a ser menor.

Ademais, o risco é menor de infecção, e repara-ses tendões do manguito rotador no seu leito original, o úmero proximal. Para que isso aconteça, utiliza-se peças pequenas, as quais se chamam âncoras. Sendo assim, é importante fazer exercícios de fortalecimento dos tendões.

Como é o pós-operatório da cirurgia de ligamento do tendão do ombro?

Na maioria das vezes, o tempo de internação é de apenas um dia, mas isso vai variar de acordo com vários fatores, em especial no que tange a complexidade do caso. Ademais, a cicatrização inicial da região do manguito rotador demora cerca de seis semanas.

E, durante todo esse período, é indispensável que o paciente use a tipoia. E, nos casos de lesões menos graves, o paciente já pode iniciar as sessões de fisioterapia logo após a cirurgia, no intuito de eliminar as eventuais aderências e garantir a amplitude dos movimentos.

Em contrapartida, em caso da lesão ser mais grave, a fisioterapia deve ter início apenas entre a quarta e sexta semana depois da cirurgia, pois é quando há uma maior estabilidade e tais exercícios podem ser feitos.

No entanto, a cicatrização total ocorre em torno de 12 semanas, e o ideal é que o paciente tenha uma boa recuperação nesse período, independente da gravidade da lesão. Espera-se que o paciente consiga ter quase que totalmente a amplitude de movimentos.

Então, a partir desse ponto, o objetivo é apenas fortalecer os músculos, para que o paciente consiga se recuperar por inteiro e recupere a força e a funcionalidade do ombro que foi operado.

Post Anterior: Quanto Tempo Dura Uma Cirurgia De Cotovelo?

Compartilhar

Se inscrever

Nossas Redes

Procurando Ortopedistas Especialistas?

Fale Conosco