Endereço

Rua S-6, Qd. S-4, lt. 11, nº 146,
1° andar (Próx. ao Pq. Areião). Setor Bela Vista

Ligue

(62) 3089-0978
(62) 98660-0978

Contratura de Dupuytren compromete o movimento das mãos

Contratura-dupuytren-compromete-movimento-maos
Índice

Primordial nas tarefas do dia a dia, desde a mais simples à mais complexa, a mão é sem dúvida um membro que requer cuidados, mas muitas vezes acaba negligenciado. E, mais do que lesões causadas por acidentes, esse membro pode ser vítima da contratura de Dupuytren. Esse mal silencioso reduz aos poucos a qualidade de seu movimento até o ponto em que o simples ato de abrir a mão por completo seja difícil e doloroso.

Quem está no grupo de risco?

A causa para o surgimento da deformidade, que atinge, principalmente, homens acima dos 40 anos, está ligado à predisposição genética. Ainda assim, existe correlação entre o aumento do risco de desenvolver a doença e alcoolismo, o tabagismo, o diabetes e até o consumo de drogas anticonvulsivantes – comuns no tratamento de crises convulsivas e transtornos de humor.

Quais são os principais sintomas?

O primeiro sinal da contratura de Dupuytren é um nódulo na palma da mão, próximo ao dedo anelar ou dedo mínimo, que muitas vezes é confundido com um calo. Normalmente o nódulo não apresenta dor, mas com a evolução da doença, outros nódulos aparecem, unindo-se entre eles e levando a contração dos dedos, flexionando-os. O dedo anelar, é normalmente, o principal dedo a ser acometido, seguido do dedo mínimo, o polegar e depois o dedo médio.

Como é o trtamento da deformidade?

Apesar da baixa ocorrência da doença, a falta de informação pode culminar no diagnóstico tardio. Nos casos iniciais com nódulos, não há necessidade de tratamento, mas quando o paciente não consegue colocar a palma da mão toda aberta sobre uma superfície lisa é sinal de que há contratura dos dedos. Nesse caso, para corrigir a deformidade e devolver a qualidade ao movimento o tratamento cirúrgico é a opção.

Quando o paciente é avaliado por um especialista em mão, o diagnóstico da doença é simples e consiste apenas em um exame físico das mãos, dispensando exames complementares. Mas com um quadro avançado, pode haver necessidade de intervenção cirúrgica para a correção da deformidade.

E essa cirurgia é bastante complexa e deve ser feita por um médico especialista para evitar que o problema retorne. O procedimento é bastante delicado, pois a fáscia está ao redor de nervos, vasos sanguíneos e tendões. A contratura de Dupuytren pode retornar após a cirurgia se a remoção da fáscia for incompleta ou uma nova fáscia afetada se desenvolver.

Compartilhar Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Post Relacionados

Acupuntura Unimed Goiânia: como funciona e onde tratar?

A acupuntura Unimed Goiânia possui um campo de ação muito vasto, podendo ser utilizada para…

Tratamento de Escoliose em Goiânia: qual médico procurar e onde tratar?

A escoliose corresponde a um desvio na coluna vertebral, e embora a causa seja desconhecida,…

Buscando Ortopedia Especializada?

Temos um time de especialistas para cuidar de você!

medico-ortopedista-goiania-coe