cirurgia-ombro-da-aposentadoria (1)

Cirurgia no ombro da aposentadoria: saiba se você tem direito

Será que a cirurgia no ombro da aposentadoria? Quando você passa por uma cirurgia, é comum que você tenha algumas dúvidas, tanto em relação ao pré e ao pós. E, para que você se sinta mais seguro e confiante para passar por esse procedimento, é importante esclarecer todas as suas dúvidas.

Mas, dentre todas, com certeza uma das mais comuns diz respeito ao tempo de recuperação. Será que é preciso aguardar um longo tempo para poder se recuperar por completo? Quantos meses são de afastamento do trabalho? Ou será que a cirurgia no ombro da aposentadoria?

Essas são questões muito pertinentes ao tema. Afinal de contas, se for caso de aposentadoria, é de grande importância que o paciente tenha esse conhecimento para, adiantar alguns procedimentos, a fim de obter os seus direitos.

Sendo assim, para além de saber o tempo de repouso, o paciente deve saber se a cirurgia no ombro da aposentadoria. Portanto, para obter mais detalhes sobre esse assunto, é só continuar nos próximos parágrafos. Sem mais delongas, vamos ao que realmente importa! Confira.

Posso receber a aposentadoria por conta de uma cirurgia?

Para saber se a cirurgia no ombro da aposentadoria, é preciso recorrer às leis e ao entendimento jurisprudencial. Em suma, há sim alguns casos em que o paciente pode se aposentar devido a algum tipo de cirurgia. Mas antes é preciso saber quando procurar um ortopedista especialista em ombro Unimed.

No entanto, isso ocorre apenas quando a recuperação da capacidade laboral depende da cirurgia. Então, nesses casos, o segurado pode ter direito à aposentadoria por incapacidade permanente. Ou seja, a aposentadoria por invalidez.

Isso quer dizer que a cirurgia no ombro da aposentadoria, mas desde que a recuperação dependa única e exclusivamente desta. Mas, para entender melhor sobre esse tema, deve-se possuir um fundamento legal, e é isso que diz o artigo 101 da Lei 8.213/91.

De acordo com esse artigo, ele determina que a pessoa que estiver recebendo o auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez deve se submeter a tratamento adequado e a reabilitação profissional. Mas há uma exceção.

A exceção vem devido a dispensa de obrigatoriedade na realização de cirurgia e transfusão de sangue. Esses dois se tornam facultativos. Afinal de contas, não há como obrigar uma pessoa a dispor do seu próprio corpo.

Ademais, a cirurgia não é garantia de sucesso na recuperação laboral. Em vista disso, ainda que o paciente tenha incapacidade temporária, quando a sua recuperação depender apenas de cirurgia, a incapacidade deve ser classificada como permanente.

Então, sim, a cirurgia no ombro da aposentadoria. Mas, para que isso possa ocorrer, é preciso se adequar a tais exigências, as quais constam na lei.

O que fazer para obter aposentadoria por cirurgia?

Como já citamos, a cirurgia no ombro da aposentadoria. No entanto, para que isso possa acontecer, deve-se seguir um certo protocolo. Então, se você tem esse direito, o que precisa ser feito? Antes de mais nada, é preciso conversar com o seu médico e solicitar um laudo.

O médico deve, então, lhe avaliar para poder fazer o laudo. No entanto, é de grande importância que você explique alguns pontos para o médico, como o seu tipo de trabalho. Afinal de contas, é bom base na sua lesão e no que você faz que ele pode afirmar se é reversível ou não.

Tendo resolvido isso, o passo a passo para requerer a aposentadoria é:

Acessar o site Meu INSS ou ligar para o número 135;

Cadastrar-se ou entrar com seu login e senha;

Selecionar a opção “Agendar Perícia”;

Clicar nos dizeres “Perícia Inicial”;

Preencher todos os dados que lhe será pedido;

Anexar todos os documentos, inclusive o laudo médico;

Apertar em “Enviar”.

Fora isso, ao agendar o dia da sua perícia, não deixe de chegar com antecedência e levar todos os seus documentos pessoais. Ademais, se possível reúna todos os documentos que você tem a respeito do seu problema no ombro.

Como é a perícia para conseguir a aposentadoria?

Você já entendeu que há alguns casos em que a cirurgia no ombro da aposentadoria. Mas, antes de consumar esse fato, você precisa passar pela perícia. Mas como é esse procedimento e por que ele é tão importante?

Essa é a avaliação onde o médico irá constatar que de fato você está incapaz e, portanto, irá lhe aposentar. No entanto, mesmo que você passe por essa perícia, é preciso comparecer de forma regular ao INSS, a fim de confirmar que você continua incapaz.

Ademais, no dia da perícia médica, você deve estar munido dos seguintes documentos:

Documentos pessoais, incluindo comprovante de residência;

Todos os seus exames e atestados médicos;

Receitas dos seus medicamentos;

Carta da empresa, em que aponta o seu último dia no trabalho;

Levar exames de imagem e/ou sangue, a depender da sua lesão no ombro.

E se a aposentadoria for negada?

Se você tem a certeza de que no seu caso a cirurgia no ombro da aposentadoria, mas mesmo assim obter uma resposta negativa, há outras coisas das quais você pode tentar fazer. Uma delas é entrar com um recurso administrativo ou com ação judicial.

No caso do recurso administrativo, há um prazo de 30 dias a partir da negativa. E, nesse processo, deve-se reunir todos os seus documentos que comprovem a sua incapacidade. Mas, se fazendo isso, persistir na mesma opinião, é possível contratar um advogado e entrar com ação na justiça.

Qual médico devo procurar para ajudar na aposentadoria?

Como já falamos nesse artigo, a cirurgia no ombro da aposentadoria, mas, para isso, deve-se ter um médico que ateste a sua incapacidade permanente. Mas qual médico você deve procurar, a fim de fazer essa comprovação?

Para conseguir esse laudo, você precisa procurar por um ortopedista especialista em ombro e cotovelo. Mas, o ideal mesmo é que seja o mesmo médico que fez a sua cirurgia. Afinal de contas, como ele já conhece todo o seu histórico, torna-se mais fácil de redigir o laudo.

Fora isso, ele detém todos os seus exames, além de ser a pessoa mais indicada para dizer se o seu caso é passível ou não de reabilitação. Por isso, se for possível, procure pelo mesmo médico que lhe fez a cirurgia.

Post Anterior: Cirurgia no ombro tempo de recuperação: quanto esperar?

Compartilhar

Se inscrever

Nossas Redes

Procurando Ortopedistas Especialistas?

Fale Conosco