Fisioterapia para idosos

Fisioterapia para idosos: como funciona?

Você sabe o quanto a fisioterapia para idosos é algo importante? É bem provável que você já tenha ouvido falar dos diversos benefícios dessa questão. Mas, em relação aos idosos, trata-se de algo que surte ainda mais efeitos.

Ademais, desde os últimos dados levantados pelo IBGE em 2019, o Brasil está ficando velho. Ou seja, os números levantados revelaram que hoje temos 6,5 milhões de idosos a mais do que crianças de até 9 anos de idade.

Esses dados apontam que a qualidade de vida da população está cada vez mais alta. Isso é bom, pois é um sinal de melhora na qualidade de vida.

No entanto, com isso, necessita-se cada vez mais de profissionais qualificados nessas questões, a fim de promover a saúde dos idosos. Em vista disso, a fisioterapia para idosos vem se tornando cada vez mais essencial.

Fora isso, de acordo com outros dados que foram levantados, no ano de 2020, existiam em nosso país cerca de 30 milhões de idosos.

Ou seja, isso quer dizer que eles representam cerca de 15% da população brasileira, e a expectativa de crescimento desses dados é cada vez maior.

Hoje, somos a 6° maior população de idosos do mundo entre todas as nações, e a tendência é subirmos no ranking.

Sendo assim, os serviços que se voltam para a população da terceira idade, como a fisioterapia geriátrica, estarão em expansão nos próximos anos.

Mas, dentro desse contexto, será que você conhece o que é fisioterapia para idosos e qual a sua importância? Nesse artigo, iremos te explicar algumas questões essenciais. Não deixe de conferir a seguir!

O que é a fisioterapia para idosos? 

Também conhecida como “fisioterapia geriátrica“, a fisioterapia para idosos é uma especialidade da fisioterapia, voltado a atender pessoas em idades mais avançadas, acima dos 65 anos de idade.

Inclusive, esse tipo de fisioterapia tem por intuito tratar todos os tipos de movimentos de pessoas que estão na terceira idade. Ou seja, o intuito é oferecer a melhoria da qualidade de vida de todos eles.

Portanto, trata-se de uma área de muita importância para os idosos e sua saúde, haja vista que, de forma natural, o corpo deles tende a desenvolver algumas limitações físicas.

Fora isso, eles também estão mais propensos a algumas modificações no corpo, por conta da idade ser mais avançada.

Sendo assim, a fisioterapia irá contribuir em muito com a qualidade de vida e saúde de pessoas com mais de 65 anos de idade.

Mesmo porque ela ajuda a reduzir uma série de problemas e melhorar outros. Ela é capaz de ajudar a tratar doenças crônicas que se relacionam com a velhice.

Como funciona a fisioterapia para idosos?

Em suma, a fisioterapia tem por intuito manter, melhorar ou garantir a qualidade de vida na terceira idade. Por isso, para os que já estão em idade avançada, é essencial ter esse tipo de acompanhamento.

Não há como negar que, com a velhice, alguns processos de mudanças ocorrem e eles nem sempre estão preparados para isso.

Contudo, os exercícios são apresentados a eles da melhor forma, a fim de oferecer uma melhor prática e ser um grande aliado na melhora de vida para os idosos.

Dessa forma, acaba por oferecer uma maior autonomia para os idosos. Mesmo porque, como fortalece o corpo e trabalha a sua coordenação motora e equilíbrio, eles podem fazer algumas coisas sozinhos.

Não é raro ouvir idosos afirmando que não querem dar trabalho para os seus filhos. Mas, fora isso, deve-se sempre ter em mente que são seres com sua individualidade.

Então, por mais que de fato possam sim ter algumas dificuldades, a fisioterapia é uma forma de fazer com que eles consigam fazer algumas coisas sem precisar da ajuda de outras pessoas, mantendo a individualidade de cada um.

Sendo assim, isso também acaba por atenuar incômodos por conta de dores, além de trazer uma série de outras vantagens.

Principais recomendações da fisioterapia para idosos

Indo no caminho contrário do que a grande maioria pensa, a fisioterapia vai muito mais além do que tratar articulações e músculos.

Na verdade, é bom entender que o foco é o bem-estar geral dessa população e uma melhora na qualidade de vida.

Sendo assim, por mais que haja sim alguns exercícios e coisas semelhantes, que fomentam a força muscular, deve-se saber que as coisas não se limitam a isso.

Na verdade, o intuito do profissional também deve ser o de compreender uma série de outras especialidades que se ligam com a vida do idoso.

E isso acontece porque há uma série de características próprias, onde o ideal é que o profissional aplique e entenda. Dentre elas, podemos citar:

Conhecer bem os objetivos do tratamento

O profissional deve fazer uma série de análises, onde o intuito deve ser o de identificar as doenças já pré-existentes no paciente de terceira idade.

Ou seja, deve-se estudar todas as queixas do idoso, além de verificar a chance de problemas futuros acometer o paciente.

Isso quer dizer que, antes mesmo de o profissional propor algum tipo de tratamento, ele deve levar em consideração todos os hábitos e rotinas de cada um de seus pacientes.

E, a partir disso, ele direciona e desenvolve as melhores terapias, haja vista que elas serão de acordo com a necessidade de cada idoso. É muito importante levar esses detalhes em consideração.

Atendimento humanizado

É de praxe que todo profissional que lida com questões relacionadas à saúde priorizem um atendimento que seja humanizado.

E, no caso da fisioterapia, não é nem um pouco diferente. No geral, os idosos são mais sensíveis. Em vista disso, o ideal é que o profissional tente criar um vínculo com o paciente.

Mesmo porque isso vai fazer com que a pessoa idosa tenha ainda mais confiança a respeito dos tratamentos que serão passados.

Inclusive, esse é o recomendado porque, na grande maioria das vezes, os idosos se sentem um tanto frustrados, por conta de alguma limitação.

E isso quer dizer que o profissional deve recebê-los bem, como uma maneira de acolher. Não é à toa que um dos requisitos para trabalhar com fisioterapia é ser empático.

É claro que, de início, pode ser um pouco difícil estabelecer esse tipo de vínculo com o paciente. Mas, no dia a dia, é possível estreitar os laços. E não há dúvidas do quanto isso gera uma melhora para a saúde do idoso.

Fisioterapia em grupo

Outra coisa que a fisioterapia deve oferecer, como um método de tratamento, é o exercício em grupo. Mas por quê?

Simples. Isso vai ajudar com que eles possam se manter sociáveis. Assim, os idosos podem conversar, trocar experiências, vivências etc.

E isso vai surtir efeito na vida de cada um deles, haja vista que tende a melhorar o bem-estar físico e emocional de todos eles.

Ou seja, isso acaba impactando, de forma direta, a forma com que se desenvolve o afeto e os vínculos. E esse é um excelente exercício para o idoso.

No entanto, a depender da pessoa, há algumas limitações no que tange a indicação de trabalho em grupo.

E isso acontece porque, antes de colocar os pacientes juntos, deve-se levar em consideração algumas particularidades de cada um deles.

Tratamento hidroterapêutico

Dentro da medicina, todos sabem que a terapia na água é muito benéfica para todas as pessoas, inclusive para a fase da vida mais avançada.

Sendo assim, a fisioterapia também pode se utilizar dessa técnica, a qual é um ótimo exercício complementar.

No entanto, esse é apenas um exemplo, haja vista que o profissional pode indicar diversos outros tratamentos complementares.

Analisar doenças pré-existentes

A verdade é que os idosos têm algumas condições de saúde que são mais sérias. Em vista disso, acaba por exigir um pouco mais de cuidado e atenção.

Por isso, a fisioterapia para idosos deve se atentar quanto a esse quesito. Um grande exemplo disso são aqueles pacientes que tiveram AVC e desenvolveram algumas sequelas.

Nesse caso, eles podem ter mais riscos de queda ou coisas semelhantes. Por isso, ele precisa de um atendimento mais específico, haja vista que eles podem ter que fazer algum tratamento para a recuperação na atividade motora.

Além disso, os profissionais também devem oferecer melhor tratamento a fim de fazer com que o paciente possa desenvolver uma certa independência.

Só é preciso ter bastante cuidado quanto a isso, uma vez que não se pode deixar de considerar a limitação de cada um.

Isso quer dizer que, para cada tipo de patologia, deve-se traçar técnicas que são mais específicas, a fim de oferecer o melhor tratamento.

O profissional deve montar uma estratégia única, para cada paciente, de acordo com a necessidade de cada caso.

No entanto, o ideal é que ele trabalhe junto com outros profissionais, até mesmo para garantir melhores resultados, como um neurologista.

Quais são os benefícios da fisioterapia para idosos?

Os benefícios do trabalho do fisioterapeuta geriátrico vão além de uma simples recuperação motora, como você pode notar.

Na verdade, essa especialidade irá ajudar na melhora geral da qualidade de vida do paciente idoso. Essa melhora no bem estar emocional, mental e físico deve ser constante. Ter um acompanhamento irá ajudar em:

  • Melhora na coordenação motora e no equilíbrio;
  • Reduz as dores musculares e articulares;
  • Previne problemas respiratórios e cardiovasculares;
  • Previne acidentes e quedas;
  • Promove a independência funcional;
  • Melhora a postura corporal;
  • Diminui as dores crônicas;
  • Melhora a força muscular e a flexibilidade.

Para finalizar esse artigo, é dito o seguinte: a fisioterapia para idosos deve, se possível for, feita de forma regular para os idosos.

Mesmo porque isso vai ajudar na observação dos seus hábitos diários, costumes e vícios para interferir da melhor forma e realizar o direcionamento do tratamento.

Ademais, as frentes que o profissional geriátrico pode atuar são amplas hoje em dia. Ele pode ajudar em:

  • Casa de repouso;
  • Clínicas médicas;
  • Hospitais particulares etc.

Sendo assim, ele deverá estar focado em se especializar em atendimento com foco no público com mais de 65 Anos.

Tags relacionadas: #clinica de fisioterapia para idosos #fisioterapia funcional para idosos #fisioterapia domiciliar para idosos #fisioterapia para idosos em grupo

Compartilhar

Se inscrever

Nossas Redes

Procurando Ortopedistas Especialistas?

Fale Conosco